none
Diagrama de Classe porque uns usam e outros não ? RRS feed

  • Pergunta

  • Olá Pessoal,

     

    Gostaria de tirar uma dúvida com vocês,

     

    Eu estou fazendo um curso de .Net usando a linguagem C#, pela DeveMedia, o curso é muito bom, assisto a video aulas com autores muito bom, onde ele desenvolve um programa, comenta, etc, estou gostando,

     

    Mas a pergunta é o seguinte, tem alguns autores que usa diagrama de classe, inclusive é a primeira coisa que eles desenvolve antes mesmo da criação do banco de dados com suas tabelas,e outros não, cria as tabels com seus relacionamentos, stored procedures se for o caso, cria uma classe no projeto, onde nessa define todos os métodos, etc.

     

    Então eu gostaria de saber qual a importancia de criar um diagrama de classe, onde cria classes pra todas as tabelas, e dentro de cada classe os métodos, qual a diferença ?

     

     

    Conto com vocês amigos.

     

    Sou Analista desenvolvedor há mais de 20 anos em outras linguagens.

     

    Wagner N Neves

     

    domingo, 27 de julho de 2008 17:11

Todas as Respostas

  • O diagrama de classes funciona bem para desenhar as classes (duhh... redundante, não)... É mais como uma ferramenta de análise ou facilitador para aplicar uma especificação... como é UML...

    Sinceramente, eu não uso (e sou programador desde 1986) e nem pretendo usar tão cedo, senão por ordem explícita para manter documentação (embora prefira 1000x fazer os comentários XML e usar o SandCastle para gerar documentação).

    Vai da sua necessidade. Se quer um diagrama visual das suas classes, onde você poderá ter um controle mais visual do que programático, é uma boa ferramenta (especialmente porque ela se reflete no código e vice-versa).

    É como UML: é uma ferramenta de auxílio. Você usa se quiser (ou se for obrigado pelo chefe).

    Eu, na minha opinião, acho extremamente inútil.
    terça-feira, 29 de julho de 2008 20:02
  • Wagner,

     

    Um modelo físico de um sistema OO, no caso UML (diagrama de classe e etc), serve para entender melhor o negócio do sistema, apresentar o modelo físico sujeito a aprovação, ou seja, de como será implementado e é uma forma de documentar o sistema. Se o sistema for pequeno ou bem simples, não há necessidade, mas no caso de algo complexo. Vc pode achar pontos de falha no requisito, encontrar reutilizações, definir melhor os pacotes(melhor organização), definir quais métodos serão utilizados evitando que vire bagunça no desenvolvimento.

     

    Obs.: Não necessáriamente o modelo de classe é igual ao modelo de dados. O modelo de classe é focado totalmente para o negócio do cliente, já o de dados, contém apenas as informações que devem ser persistêntes (de forma organizada, com tabelas).

     

    terça-feira, 29 de julho de 2008 20:03
  • Amigo, foi o que achei, apesar de ser novato na ferramenta, mas raposa velha na àrea, achei um negocio meio inútil também, agora se a microsoft tivesse pensado em apartir da modelagem de classe vc ja definisse a sua base de dados, ai era o bicho, agora tem uma coisa, em muitos casos em vez de vc ficar passando parametros para os objetod, vc pode pegar pelas propertis, ajuda muito, mas é um trabalhão.

     

    valeu amigo

     

    Wagner

     

     

    terça-feira, 29 de julho de 2008 20:38
  • Valeu amigo, gostei do seu comentário.

     

    Apesar do trabalhão que dá, mas é um trabalho necessário, pois o seu sistema fica mais organizado.

     

    obrigado

     

    Wagner

     

    terça-feira, 29 de julho de 2008 20:40
  • Isso não se faz >.<
    Classes de dados são uma coisa, classe de negócios são outra coisa.
    Base se faz na base de dados (e, em .Net, se usa Linq para gerar as classes que são espelhos das tabelas).
    Classes de negócios é outro papo e não tem muito a ver com as classes de dados (afinal, nem todas as ações do nosso aplicativo se resumem a dados).
    Para isso, como analista, trabalho em grupo, documentação, etc., é interessante usar o Class Designer. Como programador, é um passo extra desnecessário pra mim, que monto as classes programaticamente (e, se o analista quiser diagraminha de classes, é tranqüilo pegar minha classe e inserir no Class Diagram Designer).
    terça-feira, 29 de julho de 2008 20:42