none
Duvidas sobre o md-5? RRS feed

  • Discussão Geral

  • O MD-5 da lista de executáveis que é impresso no cupom e também vai no laudo não
    muda a não ser que você altere os fontes do aplicativo ou alguns dos arquivos
    relacionados no arquivo com a lista.

    O sistema já em uso no cliente um tecnico do cliente reinstala o sistema e coloca uma dll
    com versao diferente da homologada. O md5 sera diferente neste caso.

    O que fazer?
    Ficar bloqueado somente consulta e menu fiscal?

    Ouvi relatos de um cliente que foi notificado em 5.000,00 reais por md5 nao ser homologado. 

    quarta-feira, 14 de março de 2012 13:51

Todas as Respostas

  • Luiz,

    Essa dll que mudou é do seu produto? Porque o técnico do cliente usou uma versão diferente? Qual a função dela em seu sistema?

    quinta-feira, 15 de março de 2012 23:01
  • Olá Luiz tudo bem?

    Realmente os arquivos da lista não podem em hipótese nenhuma serem diferentes daqueles que você utilizou para montar o MD-5 que será impresso no cupom fiscal.

    No seu caso eu sugeria duas alternativas.

    1 - Incluir os arquivos no executável de sua aplicação e efetuar a descompactação desse arquivos sempre quando o aplicativo for inicializado - Eu já desenvolvi uma rotina assim em Delphi, e garanto pode "baixa o capeta" que o MD-5 não ira nunca ser alterado.

    2 - Efetuar algum tipo de validação com os arquivos que fazem parte da lista e que foram usados para gerar o MD-5 de que sera impresso no cupom fiscal. Exemplo, validar a versão do arquivo ou seu tamanho, ter uma lista dos MD-5 dos arquivos  que foram gerados na versão e comparar com o MD-5 gerado na hora que o arquivo for montado, se tiver algum de diferente dar um aviso ou fechar a aplicação. 

    3 - Efetuar a validação do MD-5 do arquivo com o MD-5 da versão. Exemplo: ao gerar a versão de seu aplicativo você define uma constante com o MD-5 gerado ao terminar de montar a lista, comparar com o MD-5 gerado da lista. Semelhante ao item 2, mas esse exemplo só faz a comparação com o arquivo.

    Se o MD-5 for alterado você não deve nem deixar o aplicativo executar, se isso acontecer você estará em descumprimento com a lei.

    Até breve...


    www.johnidouglas.com.br

    quinta-feira, 22 de março de 2012 02:57
  • O ideal e não associar a homologação uma dll que não seja de seu sistema, por exemplo de comunicação com impressora.

    If was useful mark as answered. Mariano, Paulo T. C.

    sexta-feira, 23 de março de 2012 15:59
  • Johni,

    Muito boas suas observações. Gostaria de acrescentar que legalmente você não é obrigado a impedir o uso do aplicativo caso o MD5 esteja diferente daquele esperado. Esse bloqueio fica a critério de cada desenvolvedor.

    sexta-feira, 23 de março de 2012 20:40
  • O ideal e não associar a homologação uma dll que não seja de seu sistema, por exemplo de comunicação com impressora.

    If was useful mark as answered. Mariano, Paulo T. C.

    Mariano,

    Em nosso processo de homologação tivemos que colocar os drivers da impressora fiscal na lista de arquivos. Sem isso não seríamos homologados. Concordo que não deveria ser assim, mas não tivemos opção.

    sexta-feira, 23 de março de 2012 20:47
  • Johni,

    Muito boas suas observações. Gostaria de acrescentar que legalmente você não é obrigado a impedir o uso do aplicativo caso o MD5 esteja diferente daquele esperado. Esse bloqueio fica a critério de cada desenvolvedor.

    Mauro Pedro você tem razão realmente não existe nada escrito que deve ser impedido o uso do aplicativo.

    www.johnidouglas.com.br

    terça-feira, 27 de março de 2012 01:27