none
Rastreabilidade de Requisitos no TS RRS feed

  • Pergunta

  • Olá,

    gostaria de saber se no Team System é possível estabelecer Matriz de Rastreabilidade (ou qualquer outra maneira de rastreabilidade) entre requisitos a fim de atender à exigência feita pelo CMMI nível 2 para a área de processo de Gerência de Requisitos, uma vez que eu estou utilizando a metodologia MSF for CMMI?

    Obrigada!

    domingo, 6 de maio de 2007 02:03

Respostas

  • Renata, essa integração ("sincronização" seria a palavra ideal) entre o EA e o TFS é algo que já foi anunciado há algum tempo, mas ainda não está disponível. Hoje, o máximo que você consegue fazer é criar um link entre um artefato no EA e um work item no TFS.

     

    Confesso que também sinto falta desse recurso que você procura. Nesse exato momento também estou precisando disso para implantar num cliente. Quem sabe não começo um projeto open-source para implementar essa integração? Wink

    terça-feira, 10 de julho de 2007 13:26

Todas as Respostas

  • Oi !

     

    Que o Team System atende o CMMI isso sei que atende.

     

    Veja na área de Midia Center, aqui no MSDN Brasil, creio que hajam webCasts explicando como o Team System e o CMMI podem trabalhar juntos.

     

    Vou explicar o pouco (muito pouco) que acho que sei (acho!) :

     

    Existe uma definição de requisitos no team system. A partir destes requisitos são definidas tarefas no sistema e a partir das tarefas o desenvolvedor programa. Acho que a rastreabilidade nesse ambiente é natural, mas como disse, não sei quase nada de team system.

     

    []'s

     

    domingo, 6 de maio de 2007 02:35
  • Renata, é possível usar o TFS para criar uma matriz de rastreabilidade. Porém, não há nada pronto, "out-of-box", para você consumir diretamente.

     

     O princípio é o seguinte:

    • Você cria os requisitos-macro (work items do tipo "Requirement" no MSF for CMMI), funcionais e não-funcionais. Utilize o campo "Requirement Type" para indicar o tipo de requisito
      • "Functional" para os funcionais; qualquer outro (com exceção de "Scenario") para os não-funcionais
    • Quando você começar a detalhar os casos de uso derivados de cada um dos seus requisitos, crie novos work items para representar seus casos de uso
      • Crie um work item do tipo Requirement (Scenario) para cada um de seus casos de uso. Crie links entre os requisitos-macro e os casos de uso usando o recurso de links dos work items
    • Para a implementação (codificação etc.), crie tarefas (Tasks) associadas aos casos de uso (Requirements "Scenario")
    • Ative a política de check-in (check-in policy) para forçar a associação de work items aos changesets. Instrua seus desenvolvedores a associarem seus changesets às tarefas que estiverem desempenhando/implementando.

    Com isso você tem a infraestrutura necessária para rastrear dependências entre requisitos <-> casos de uso <-> tarefas <-> check-ins. Porém, não há nenhum relatório pronto que monte a matriz de forma visual para você. Uma alternativa é usar o Excel e, através da API do TFS, varrer os links para montar a matriz.

     

    Além disso, foi recentemente lançada uma ferramenta no CodePlex, chamada Work Item Creator, que pode ser muito útil. Faça um teste, veja se facilita sua vida.

    quarta-feira, 16 de maio de 2007 22:19
  • Igor,

    Permita-me sugerir algo em sua explicação Smile

    1- Aconselho também a usar work items diferentes de Task, principalmente se o Process Template for o MSF CMMI, para caracterizar melhor que foi solicitada alguma mudança no requisito original. Normalmente WIT Change Request ou Issue podem ser usados nesta intenção. Sugiro esta diferença porque no primeiro momento a rastreabilidade é fácil, contudo começa a complicar quando surgem as alterações em coisas que já estavam prontas.

    2- Alguns parceiros estão desenvolvendo ferramentas para Business Analyst que fazem rastreabilidade. No momento ainda não recomendo nenhum deles, pois estão muito caros ($$$) e não se mostraram encantadores. Neste quesito sugiro esperar a ferramenta do próprio Visual Studio que deve ficar pronta em 2008.

    3- Adicionando a boa prática de check-in contra work items, sugiro estudar e aplicar as técnicas de Shelving visando facilitar ainda mais este controle. Em outras palavras, check-in somente para o que já está pronto, shelving para fragmentos de artefatos e códigos em desenvolvimento.

    Abraços e até sábado a noite em nosso webcast :-p

    Fábio Câmara

    http://www.fcamara.com.br

    sexta-feira, 25 de maio de 2007 10:32
  • Obrigada pela ajuda de vocês, realmente foi muito útil. Utilizo uma ferramenta de modelagem chamada Enterprise Architect que através da modelagem UML e associações através de Requisitos -> Casos de Uso, Requisitos -> Casos de Teste, etc, ele monta uma matriz visual linda, que me mostra exatamente as interdepências entre os elementos do meu projeto, para análise de impacto. é realmente muito boa, porém preciso ter isso no TS, mas vou verificar como é o andamento das sugestões dadas por você Fábio e Igor Leite.

     

    Obrigada!

    Renata Alchorne.

    domingo, 24 de junho de 2007 19:18
  • Renata, você pode ter o melhor dos dois mundos!

     

    Integração do Enterprise Architect com o Team System:

     

    http://www.sparxsystems.com/products/mdg_integrate.html

     

    domingo, 24 de junho de 2007 21:55
  • Olá Igor, tudo bem?
    Obrigada pelo link. Você já chegou a usar o EA? Baixei a versão de demonstração para integração com o VS 2005 mas não consegui integrar diretamente ao Team Foundation Server. A minha intenção é cadastrar os requisitos através do EA e eles serem guardados como Work Items do tipo "Requirements" no TFS.
    Você chegou a testar alguma vez?

    Renata Alchorne

    segunda-feira, 9 de julho de 2007 02:13
  • Renata, essa integração ("sincronização" seria a palavra ideal) entre o EA e o TFS é algo que já foi anunciado há algum tempo, mas ainda não está disponível. Hoje, o máximo que você consegue fazer é criar um link entre um artefato no EA e um work item no TFS.

     

    Confesso que também sinto falta desse recurso que você procura. Nesse exato momento também estou precisando disso para implantar num cliente. Quem sabe não começo um projeto open-source para implementar essa integração? Wink

    terça-feira, 10 de julho de 2007 13:26
  • Pois é Igor,

    se essa integração ou "sincronização" como você chamou oferecesse a transformação do requisito em um Work Item iria resolver meus problemas. Mas de qualquer forma, pelo menos essa integração entre as duas ferramentas existe que é justamente as ferramentas utilizadas na empresa na qual desejo implantar. No caso, pelo menos terei a matriz de rastreabilidade do EA que o TS não oferece...

     

    Renata Alchorne.

    segunda-feira, 16 de julho de 2007 17:21