none
Permitir que uma classe seja trafegada por um serviço é o mesmo que permitir consumo? RRS feed

  • Pergunta

  • Os datamembers e datacontracts são os atributos que utilizamos para permitir o consumo de determinadas propriedades de uma classe.
    Este consumo é o mesmo que eu possuir a camada de entidade dos dois lados (client e server) e quizer trafegar esta classe pelo serviço?
    Ao clicar no botão salvar, vou criar uma instancia da classe, popular a instância com os dados da tela e enviar para o servidor. Então passo esta classe populada como parâmetro pro serviço-client que manda pro serviço-server que manda pra regra de negócio e assim por diante.
    Para isso preciso criar os contracts e interfaces e tudo mais? Acho que é ai que estou confundindo.
    Pois ao inves de ter todo esse meio campo, no meu caso acho que posso executar direto, já que vou conhecer os dois lados, e ambos os lados possuem as entidades.

    estou certo?
    att
    Leandro
    "Any fool can write code that a computer can understand. Good programmers write code that humans can understand" (Martin Fowler)
    segunda-feira, 28 de setembro de 2009 23:37

Respostas

  • Boas Leandro,

    Sim, você deve utilizar esses atributos para dizer ao runtime do WCF que você quer que estes estejam visiveis para o mundo (mas lembrando que pode omiti-los: http://www.israelaece.com/post/Melhorias-no-WCF-com-SP1.aspx).

    Quando você tem o assembly compartilhado, ainda sim é necessário, porque é baseando-se neles que o WCF irá persistir as informações para serem enviadas entre as pontas. Lembre-se de que quando você não utiliza o assembly compartilhado, a IDE do Visual Studio (ou qualquer outra ferramenta) utilizando o WSDL para reconstruir os tipos do lado do cliente.

    Todo e qualquer serviço que você queira expor, sempre tem que seguir a mesma linha, ou seja, criando o contrato, implementando na classe, etc. As vezes, esses serviços apenas servirão de "wrapper" para outras regras que estão definidas em outros componentes.
    http://www.israelaece.com
    terça-feira, 29 de setembro de 2009 01:26
    Moderador

Todas as Respostas

  • Boas Leandro,

    Sim, você deve utilizar esses atributos para dizer ao runtime do WCF que você quer que estes estejam visiveis para o mundo (mas lembrando que pode omiti-los: http://www.israelaece.com/post/Melhorias-no-WCF-com-SP1.aspx).

    Quando você tem o assembly compartilhado, ainda sim é necessário, porque é baseando-se neles que o WCF irá persistir as informações para serem enviadas entre as pontas. Lembre-se de que quando você não utiliza o assembly compartilhado, a IDE do Visual Studio (ou qualquer outra ferramenta) utilizando o WSDL para reconstruir os tipos do lado do cliente.

    Todo e qualquer serviço que você queira expor, sempre tem que seguir a mesma linha, ou seja, criando o contrato, implementando na classe, etc. As vezes, esses serviços apenas servirão de "wrapper" para outras regras que estão definidas em outros componentes.
    http://www.israelaece.com
    terça-feira, 29 de setembro de 2009 01:26
    Moderador
  • Bom, então ok!
    Muito obrigado Israel!

    Abraços


    ps: você monopolizou as respostas aqui hehehehe

    "Any fool can write code that a computer can understand. Good programmers write code that humans can understand" (Martin Fowler)
    terça-feira, 29 de setembro de 2009 01:39