none
A outra cara do ASP - Um portscan em ASP, seria possível? Sim é possível ... RRS feed

  • Discussão Geral

  • Após alguns dias envolvidos com projetos importantes e sem poder postar no blog, resolvi escrever um post bacana que retratasse bem o poder do Perl usado dentro do ambiente ASP.

    Eu pensei em diversos temas, como Crawlers ou algo que demontrasse o poder absurdo do Perl para manipulação de texto, mas acabei escolhendo uma temática bem exótica se levada em consideração a cultura ASP tradicional, o tema escolhido foi: Port Scan.

    Por que exótico? Basta se responder: quantos port scan rodando em arquivos ASP você ja viu?

    Vamos ao que interessa

    Bom, antes de entrar na parte técnica, há alguns pontos que os "marujos" de plantão deveriam saber:

    1. ASP não é linguagem, é originalmente uma especificação de uma "API" do IIS. Assim como toda especificação, ela pode ser portada para outras plataformas e sistemas operacionais.
    2. ASP no IIS pode ser codificado em diversas linguagens diferentes: VBScript, JScript, Perl, Python, PHP, etc.

    3. ASP, além de ser nativo no IIS, foi portado para diversas plataformas: ASPL, ASP4 (Apache::ASP) e o Sun Java Systems Active Server Pages (ChiliASP).

    4. Perl é uma linguagem muito poderosa e madura apesar de não ser muito conhecida de desenvolvedores que "consomem tecnologias hype". É utilizada em grande escala em aplicativos de diversos tipos, que vão desde softwares de roteadores, softwares baseados em GUI até à web.
    5. Perl já foi portado para mais de 100 plataformas diferentes. Isso quer dizer que "funciona" em diversos sistemas operacionais, sejam eles windows, linux ou unix.

    6. Há várias formas de se programar em Perl para web, porém escolhi ASP para aplicativo deste post por ser uma forma mais fácil de se ensinar Perl aos desenvolvedores desse ambiente. 

    Criando o port scan

    Todo port scan é baseado no uso de sockets. Atravé do sockets é que podemos nos "conectar" a outro computador na "porta X" e testarmos se ela está aberta ou fechada.

    Um port scan para ser produtivo, precisa ter algumas features básicas como entrada de intervalos de porta a serem testadas bem como o uso de arquivos contendo host e portas a serem testadas. E assim foi feito.

    Vamos ao código:

    Como eu nao consigo colar o código todo da aplicaçào aqui, quem tiver interesse e quiser ver o source a a aplicação rodando é só acessar o meu blog

    http://www.web2solutions.com.br/blog/post/59/Ambientes-E-Linguagens/ASPL-Port-Scan---um-poderoso-port-scan-feito-pra-rodar-online

     


    terça-feira, 4 de outubro de 2011 04:01