none
Porque se injeta Dll em outros processos? RRS feed

  • Pergunta

  • Sempre que se é necessário usar uma dll fazemos referencia a ela no projeto e importamos ela bunitinho,  mais uma coisa que sempre me pertubou foi os injectores de dll, afinal porque se injeta uma dll em um processo? Para aver o fluxo de dados ida e volta ou executar rotinas, funções é preciso acessar o namespace dessa dll.... então como um processo de um jogo por exemplo pode do nada interagir com uma dll injetada ?
    quarta-feira, 29 de abril de 2015 12:24

Respostas

  • Olá,

    O conceito de Referenciar uma DLL para se usar é algo existente na plataforma .net (C#, VB.NET), mas não necessariamente no C/C++ (Linguagem na qual são desenvolvidos a maioria dos jogos).

    Injetar uma DLL, é uma técnica feita em Runtime (Tempo de execução), alterando endereços de memória do processo fazendo com que o mesmo interaja com a DLL. Mas pode ser feito de outras formas também...


    Herbert Lausmann

    • Marcado como Resposta Tiago.SP quarta-feira, 29 de abril de 2015 13:22
    quarta-feira, 29 de abril de 2015 12:32
  • É uma forma de "hackear" o processo. Você pode injetar uma dll pra mudar o fluxo padrão do processo além de inserir novos comportamentos.

    Att. Andre de Mattos Ferraz

    • Marcado como Resposta Tiago.SP quarta-feira, 29 de abril de 2015 13:22
    quarta-feira, 29 de abril de 2015 12:45

Todas as Respostas

  • Olá,

    O conceito de Referenciar uma DLL para se usar é algo existente na plataforma .net (C#, VB.NET), mas não necessariamente no C/C++ (Linguagem na qual são desenvolvidos a maioria dos jogos).

    Injetar uma DLL, é uma técnica feita em Runtime (Tempo de execução), alterando endereços de memória do processo fazendo com que o mesmo interaja com a DLL. Mas pode ser feito de outras formas também...


    Herbert Lausmann

    • Marcado como Resposta Tiago.SP quarta-feira, 29 de abril de 2015 13:22
    quarta-feira, 29 de abril de 2015 12:32
  • É uma forma de "hackear" o processo. Você pode injetar uma dll pra mudar o fluxo padrão do processo além de inserir novos comportamentos.

    Att. Andre de Mattos Ferraz

    • Marcado como Resposta Tiago.SP quarta-feira, 29 de abril de 2015 13:22
    quarta-feira, 29 de abril de 2015 12:45