locked
.NET com Flex ou Silverlight?? RRS feed

  • Pergunta

  •  

    Olá Pessoal,

    estou começando um projeto em .Net e, para a parte de apresentação, gostaria de usar algo do tipo

    Flex ou Silverlight mas antes preciso saber:

     

    Qual dos dois é mais fácil de integrar com o .Net?

    Qual dos dois é melhor e mais fácil de utilizar/aprender?

    preciso saber estas perguntas pq nunca mexi com absolutamente nada disto...

     

    Se alguem tiver algum tutorial ensinando como integrar estas abordangens com o .Net por favor me mande!

     

    Obrigado pela atenção de vcs!

    abraços.

    domingo, 29 de junho de 2008 01:11

Todas as Respostas

  • Rodolfo,

     

    não conheço o Flex, mas levando-se em conta que o Silverlight é da Microsoft, sua integração com .NET deve ser muito melhor e mais fácil. Sugiro visitar http://silverlight.net


    Ricardo Oneda
    http://oneda.mvps.org/blog

    domingo, 29 de junho de 2008 17:39
  • Depende do que quer fazer.

    Silverlight 2 se encaixa com .Net da mesma forma que... mãos em luvas do tamanho certo =P

    Você pode usar serviços, pode programar em C#/VB no client, pode usar sockets, enfim, às vezes até se esquece que está trabalhando no navegador.

    Para Silverlight 1 a coisa é um pouco mais complicada, porque ele opera com JavaScript, porém, o Atlas (Ajax.Net) permite expor um web service diretamente para JavaScript, o que pode ser bem interessante.

    Porém, o Silverlight é muito tosko =( Parece que a microsoft está fazendo algo bom para desenhar linhas e polígonos e por vídeo no browser... tirando isso ele é bem limitado (eu já consegui a proeza de estourar 2Gb de RAM com SilverLight 2.0 no navegador só por usar imagens).

    E controles? Esquece... Quando muito tem uma coisa ou outra para Silverlight 2, porém ainda está muito bugado... Da última vez que chequei, o textbox do silverlight 2 sequer aceitava dead-keys (as teclas ', ~, ^ que a gente usa para acentuar).

    Quer programar bem, em .Net, da mesma forma que se programa em Windows Forms, de forma rápida e sem sequer tocar em javascript? http://www.visualwebgui.com

    Em breve eles terão o mesmo rodando sob silverlight... É uma alternativa muuuuuito melhor para se construir forms no navegador... mas se o papo é um RIA mais "feliz", aí já não é o caso do VWG e, estando o Silverlight no estado em que está, a opção é Adobe mesmo (afinal, quantos anos o Flash tem de experiência?)
    sábado, 19 de julho de 2008 04:23
  • The Architect disse:

    Depende do que quer fazer.

    Silverlight 2 se encaixa com .Net da mesma forma que... mãos em luvas do tamanho certo =P

    Você pode usar serviços, pode programar em C#/VB no client, pode usar sockets, enfim, às vezes até se esquece que está trabalhando no navegador.

    Para Silverlight 1 a coisa é um pouco mais complicada, porque ele opera com JavaScript, porém, o Atlas (Ajax.Net) permite expor um web service diretamente para JavaScript, o que pode ser bem interessante.

    Porém, o Silverlight é muito tosko =( Parece que a microsoft está fazendo algo bom para desenhar linhas e polígonos e por vídeo no browser... tirando isso ele é bem limitado (eu já consegui a proeza de estourar 2Gb de RAM com SilverLight 2.0 no navegador só por usar imagens).

    E controles? Esquece... Quando muito tem uma coisa ou outra para Silverlight 2, porém ainda está muito bugado... Da última vez que chequei, o textbox do silverlight 2 sequer aceitava dead-keys (as teclas ', ~, ^ que a gente usa para acentuar).

    Quer programar bem, em .Net, da mesma forma que se programa em Windows Forms, de forma rápida e sem sequer tocar em javascript? http://www.visualwebgui.com

    Em breve eles terão o mesmo rodando sob silverlight... É uma alternativa muuuuuito melhor para se construir forms no navegador... mas se o papo é um RIA mais "feliz", aí já não é o caso do VWG e, estando o Silverlight no estado em que está, a opção é Adobe mesmo (afinal, quantos anos o Flash tem de experiência?)

    Gostei muito de sua colocação. Eu havia gostado do Silverlight 2.0 devido ao seu potencial, mas depois que comecei a nvegar nos aplicativos e demais ítens, notei que o produto é inacabado (assim como muitos produtos da Microsoft. Vide o maior exempo deles o Vista) e parece mais uma versão beta do que final. Havia ficado empolgado mesmo, ao pont de procurar livros e afins para melhorar o meu conheciment que até então é super superficial. ODEIO Flash. Não gosto mesmo.

    Já ouvi dizer e até vi ótimos exemplos sobre o Flex. Parece uma boa iniciativa frente ao Silverlight e ao Flash.

    Valeu mais uma vez por sua crítca. E Microsoft, vocês precisam ser mais sérios e entregar produtos "melhor" acabados aos seus clientes. Precisamos ser respeitados.


    Artur de Souza Aragão - Consultor de TI e Segurança
    quarta-feira, 18 de março de 2009 05:10
  • Com Silverlight, você criará a camada de apresentação usando linguagem XAML, e poderá usar como code-behind qualquer linguagem disponível em .NET (C#, VB.NET, etc).
    Se já tem habilidade em WPF, Silverlight será muito mais fácil de integrar. Ele está evoluindo e em 2010 provavelmente terão melhorias, juntamente com o .NET 4.0.

    Já para o Flex, a Adobe disponibilizou um SDK para criar aplicativos Flex baseados em .NET:   http://www.adobe.com/br/products/flex/developers/dotnet/
    Porém, a integração será através de serviços baseados em SOAP e REST.


    Dependendo da aplicação que você irá desenvolver, da infraestrutura que será disponibilizada, cada solução apresentará um desempenho diferente.
    • Editado Ricardo Vano terça-feira, 1 de dezembro de 2009 09:26 ...
    sexta-feira, 27 de novembro de 2009 11:40
  • Flex suporta várias tecnologias de comunicação: Web Services (SOAP), Socket (Binários ou XML), RTMP (Real Time Messaging Protocol), que é um protocolo de mensagens em tempo real conectado (você pode, por exemplo, de um client Flex invocar um método em outro client Flex) e AMF, que é um protocolo completamente binário, bem robusto e compacto.

    Eu mesmo fiz uma comunicação entre .net e Flex utilizando HTTP Request + JSON + zLib. Tive uma melhora de 700% em tempo de transferência em alguns casos, se comparado com o mesmo em SOAP.

    Flex utiliza uma linguagem compilada chamada ActionScript, que nada mais é do que o JavaScript 4 (notem bem: JS do navegador é o 1.0, muito cru e nem tipado é... AS3 são outros 500).

    É uma linguagem dinâmica (Dynamic Language) e possui alguns recursos muito interessantes. Embora não seja 100% OOP, implementa properties, herança, interface, etc.

    A integração entre .net e Flex não é complicada, mas não é tão suave também. Tipos de dados diferentes (ex.: não há GUID em Flex, embora isso possa ser expresso com uma String), a linguagem de programação do Client é diferente (eu mesmo sinto falta de Linq to Objects, IList(Of Type), etc. porém tem coisas que eu morreria para existir em .net, como objetos dinâmicos).

    A questão se resume então ao seguinte: a interface feita com Flex é absurdamente menor, mais rápida e insanamente mais fácil de programar do que Silverlight. Isso é fato.

    A integração, no entanto, te dá várias possibilidades, porém nada mágico como, por exemplo, RIA Services (que, sinceramente, é mágico demais pra mim).
    sexta-feira, 12 de fevereiro de 2010 17:31
  • Flex suporta várias tecnologias de comunicação: Web Services (SOAP), Socket (Binários ou XML), RTMP (Real Time Messaging Protocol), que é um protocolo de mensagens em tempo real conectado (você pode, por exemplo, de um client Flex invocar um método em outro client Flex) e AMF, que é um protocolo completamente binário, bem robusto e compacto.

    Eu mesmo fiz uma comunicação entre .net e Flex utilizando HTTP Request + JSON + zLib. Tive uma melhora de 700% em tempo de transferência em alguns casos, se comparado com o mesmo em SOAP.

    Flex utiliza uma linguagem compilada chamada ActionScript, que nada mais é do que o JavaScript 4 (notem bem: JS do navegador é o 1.0, muito cru e nem tipado é... AS3 são outros 500).

    É uma linguagem dinâmica (Dynamic Language) e possui alguns recursos muito interessantes. Embora não seja 100% OOP, implementa properties, herança, interface, etc.

    A integração entre .net e Flex não é complicada, mas não é tão suave também. Tipos de dados diferentes (ex.: não há GUID em Flex, embora isso possa ser expresso com uma String), a linguagem de programação do Client é diferente (eu mesmo sinto falta de Linq to Objects, IList(Of Type), etc. porém tem coisas que eu morreria para existir em .net, como objetos dinâmicos).

    A questão se resume então ao seguinte: a interface feita com Flex é absurdamente menor, mais rápida e insanamente mais fácil de programar do que Silverlight. Isso é fato.

    A integração, no entanto, te dá várias possibilidades, porém nada mágico como, por exemplo, RIA Services (que, sinceramente, é mágico demais pra mim).
    Prezado J.C. Kodel,

    Achei interessante o Flex!
    Você pode me passar alguns sites para quem está iniciando e até mesmo para aqueles desenvolvedores com nível intermediário?
    Vou tentar me aventurar no Flex, pois o Silverlight está difícil e não era aquilo que eu esperava.

    Artur de Souza Aragão - Consultor de TI e Segurança
    sábado, 13 de fevereiro de 2010 04:49
  • Silverlight na mais nova versão tem maior facilidade de integração e você utilizará uma linguagem familiarizada (VB ou C#), XAML é a linguagem de marcação que você vai ter que aprender (a não ser que você já seja familiarizado com WPF), mas não é complicado.

    Flex por sua vez tem mais maturidade de mercado e possui certas vantagens em questão de curva de aprendizagem e de criação, sua linguagem de programação é o Actionscript e a linguagem de demarcação é o MXML.

    Existem várias questões a serem analisadas em uma comparação como essa, o Silverlight é bom mas ainda não está tão bem implementado como o Flex, o Silverlight possui a vantagem de ser mais integrado ao VS, porém o flex é de fácil integração também, não vejo como um ponto muito grande a ser perdido.

    quarta-feira, 5 de janeiro de 2011 13:24