none
alguma Dúvidas de PAF-ECF RRS feed

  • Pergunta

  • fala galera, então to com alguma duvidas em relação ao ECF

    1 - no roteiro fala q eu preciso testar a ECF offline, sem conexão a rede, então como eu vo pegar os dados da mercadoria no SG? como eu faria essa comunicação offline? via pen drive? manual? isso é so de o caso falhar a rede ou tem q ser assim?

    2 - a pre-venda e impressão do DAV pode ser junto ao PDV/ECF....pq senão teria q ter mais um programa pra homologar

    3 - o que tem q ser impresso, a pre-venda ou DAV? ou ambos?

    4 - concomitante significa q ao mesmo tempo q eu monto a lista no PDV vai saindo o papel da bobina

    5 - Pra q serve a pre-venda?

     

    por enquanto é so, se puderem responder agradeço desde já!

    terça-feira, 29 de junho de 2010 14:52

Respostas

  • Boa tarde!

    Respondendo:

    1) Como vc não vai ter rede, terá que armazenar os dados no PDV, através de carga ou replicação de dados.

    2) Pode ser no mesmo programa.

    3) A pre-venda vira um cupom fiscal e o DAV é impresso para depois ser associado a um cupom fiscal.

    4) Significa que ao passar o item no PDV, o mesmo deve ser registrado no ECF.

    5) A pre-venda é uma forma de oficializar a não-concomitância. Se vc já foi na farmácia, quando chega no balcão, o atendente vai registrando seus itens, na hora de pagar, ele te passa um identificador da sua pre-venda. Quando vai ao caixa, o operador pega essa identificação e o PDV imprime os itens da pre-venda. Note que nos terminais de venda, NÃO tem ECF.

    T+

     

    terça-feira, 29 de junho de 2010 16:53
  • oi,

    Essa carga que deve ser enviada do SG para o PDV tem que ter os dados mínimos necessários para que o cupom fiscal possa ser emitido. Vc pode programar uma carga pela rede uma vez no início do dia, automaticamente usando alguma rotina sua ou fazer replicação pelo banco de dados. Quando a rede cair, o PDV teria todas as informações para poder realizar as vendas. Caso seja necessária uma atualização e a rede ainda esteja fora do ar, realmente a melhor maneira seria copiando em um pendrive e levando até o PDV para alguma rotina receber esses dados. A sua escolha vai depender da estrutura de seus clientes, qual o banco de dados, a quantidade de informações, o nível de modificações no cadastro, etc.


    Se foi útil para você, então Marque para ajudar outras pessoas.
    terça-feira, 29 de junho de 2010 19:16

Todas as Respostas

  • Boa tarde!

    Respondendo:

    1) Como vc não vai ter rede, terá que armazenar os dados no PDV, através de carga ou replicação de dados.

    2) Pode ser no mesmo programa.

    3) A pre-venda vira um cupom fiscal e o DAV é impresso para depois ser associado a um cupom fiscal.

    4) Significa que ao passar o item no PDV, o mesmo deve ser registrado no ECF.

    5) A pre-venda é uma forma de oficializar a não-concomitância. Se vc já foi na farmácia, quando chega no balcão, o atendente vai registrando seus itens, na hora de pagar, ele te passa um identificador da sua pre-venda. Quando vai ao caixa, o operador pega essa identificação e o PDV imprime os itens da pre-venda. Note que nos terminais de venda, NÃO tem ECF.

    T+

     

    terça-feira, 29 de junho de 2010 16:53
  • obrigado pelas repostas fabio

    então pra funcionar offline eu teria q ter praticamente o mesmo banco em cada terminal e eles se replicando entre si(isso caso não haja rede disponivel) mais tendo rede eu posso usar via rede? esse "através de carga" q vc fala é usar algum pendrive, cartão e etc?

     obrigado, ja estou encaixando alguns peças desse quebra-cabeça

    terça-feira, 29 de junho de 2010 17:50
  • Boa tarde!

    Tendo rede vc pode usar via rede.

    Esse "através de carga" é vc clicar em um botão no SG e enviar as mercadoria para o PDV.

    T+

    terça-feira, 29 de junho de 2010 18:44
  • ok...minha situação é o seguinte, o SG(q tem controle de estoque, cadastro de mercadorias, e etc) do cliente fica num servidor em uma sala e o terminal com PDV fica no balcão, sendo q a cominicação entre eles é por rede.....sem rede nada feito, mesmo atraves de carga isso ficaria inviavel....o unco jeito q penso seria exportar esses dados grava num pendrive e atualizar no PDV....minha duvida paira sobre isso!!

     

    meu cliente é de material de construção 

     

    abraçao e obrigado pela ajuda

    terça-feira, 29 de junho de 2010 19:00
  • oi,

    Essa carga que deve ser enviada do SG para o PDV tem que ter os dados mínimos necessários para que o cupom fiscal possa ser emitido. Vc pode programar uma carga pela rede uma vez no início do dia, automaticamente usando alguma rotina sua ou fazer replicação pelo banco de dados. Quando a rede cair, o PDV teria todas as informações para poder realizar as vendas. Caso seja necessária uma atualização e a rede ainda esteja fora do ar, realmente a melhor maneira seria copiando em um pendrive e levando até o PDV para alguma rotina receber esses dados. A sua escolha vai depender da estrutura de seus clientes, qual o banco de dados, a quantidade de informações, o nível de modificações no cadastro, etc.


    Se foi útil para você, então Marque para ajudar outras pessoas.
    terça-feira, 29 de junho de 2010 19:16
  • essa carga é feita ao contrario no final do dia pra q o PDV alimente o SG com os dados da vendas realizadas no dia, correto?

    terça-feira, 29 de junho de 2010 19:31
  • Correto. No fim do dia ou quando a rede voltar ao normal, vc pode realizar as atualizações de volta para o SG, com os dados das vendas feitas no PDV. Se for por replicação, isso pode ser feito automaticamente pelo banco de dados ou com alguma rotina sua mesmo.

    Agora só por curiosidade, qual o seu nome, pois só aparece o nome da sua empresa. hehehe.

    Abraços. Boa sorte.


    Se foi útil para você, então Marque para ajudar outras pessoas.
    terça-feira, 29 de junho de 2010 19:56
  • meu nome é Erick ..eheheh vo mudar lá

    então blz.....

    terça-feira, 29 de junho de 2010 20:32
  • amigos, mais algumas duvidas

    1 - Como é essa associação do DAV com o cupom fiscal?

    2 - o sintegra é obrigatorio? se sim, sintegra vai no PDV ou SG?

    3 - o DAV é um tipo de orçamento, correto? como é o processo, eu posso trasnformar um DAV em venda e emitir cupom? como é o processo do DAV?

    terça-feira, 29 de junho de 2010 21:00
  • Olá

    1 - Como é essa associação do DAV com o cupom fiscal?
    O DAV é como um orçamento impresso para o cliente. Se o cliente aceitar esse orçamento, será emitido um cupom fiscal com os itens que ele comprou, e na mensagem complementar do cupom deverá ser impresso o número do DAV que o cupom foi originado.

    2 - o sintegra é obrigatorio? se sim, sintegra vai no PDV ou SG?
    Na última versão do roteiro o Sintegra foi retirado, mas será cobrado o SPED. Não importa muito qual programa vai gerar, mas é preciso ter dados de todos os ECFs do estabelecimento, então é melhor que seja gerado pelo SG

    3 - o DAV é um tipo de orçamento, correto? como é o processo, eu posso trasnformar um DAV em venda e emitir cupom? como é o processo do DAV?
    Sim, é como se fosse um orçamento. Quando for executada a venda, um cupom será emitido com todos os itens do DAV (ou da mesclagem de vários DAVs).


    Abraços
    Fabio Schunig

    quarta-feira, 30 de junho de 2010 13:37
  • Obrigado Fabio pelas respostas

    surgiram mais algumas duvidas hj

    1 - O Cupom concomitante ele é impresso ao mesmo tempo(saindo papel da bobina) ou so passa na ECF ao mesmo tempo pra depois imprimir......pq eu vejo no supermercados q primeiro as caixas passam os produtos recebem ai sim imprimem o cupom fiscal(creio eu q isso não vai poder mais fazer) meu programa estava fazendo assim...

    2 - TEF é obrigatório ao PAF-ECF? ou é outro assunto?

     

     

    quarta-feira, 30 de junho de 2010 20:27
  • Olá,

    1 - O Cupom concomitante ele é impresso ao mesmo tempo(saindo papel da bobina) ou so passa na ECF ao mesmo tempo pra depois imprimir......pq eu vejo no supermercados q primeiro as caixas passam os produtos recebem ai sim imprimem o cupom fiscal(creio eu q isso não vai poder mais fazer) meu programa estava fazendo assim...

    Cupom concomitante significa que o item é enviado para o ECF (saindo papel da bobina) ao mesmo tempo em que é digitado na tela, ou seja, não são os itens que vem de algum PV ou DAV. É o tipo auto-serviço ou auto-atendimento. E nos supermercados daqui o operador de caixa faz assim, passando cada produto e ele vai sendo impresso ao mesmo tempo.

    2 - TEF é obrigatório ao PAF-ECF? ou é outro assunto?

    O TEF é separado do PAF-ECF. Tem outro tipo de homologação com outras empresas. Mas no momento da homologação do PAF-ECF você deve informar se está homolgado para o TEF, para constar na documentação do PAF-ECF.

    abraços.

     


    Se foi útil para você, então Marque para ajudar outras pessoas.
    quarta-feira, 30 de junho de 2010 20:52
  • obrigado amigos pelas duvidas sanadas

    mais algumas

    1- as formas de pagamentos é obrigatória as q estão cadastradas na ECF?

    bom em relação ao funcioamento offline eu pensei em algo assim, queria ver se os colegas aprovam a ideia, se é fiscalmente viavel...

    2 - Eu tenho 1 server com o retaguarda e 1 terminal com o PDV, o PDV conecta no BD do SG por rede, pus no meu PDV a configuração de "acesso remoto ao DB ou acesso local". Inicio a retaguarda as 7:00hrs e o retaguarda copia o BD atual(ou ele pode ficar copiando o DB até a hora da queda da rede, tipo um espelhamento) para o terminal PDV(mais o pdv continua conectado via rede). Faço as vendas até 12:00hrs é na hora em q a rede cai, dai eu vou no meu PDV e configuro para acesso local dai ele começa a pegar dados do DB local(copiado as 7:00hrs pelo retaguarda) e continuo realizando as vendas normalmente, no final do dia eu jogo somente as vendas realizadas depois do 12:00(onde ocorreu a interrupção da rede) de volta para SG

    3 - o DAV pode ser impresso em uma impressora comum, tipo laser, matricial e etc?

    quinta-feira, 1 de julho de 2010 13:14
  • Olá

    1- Eu utilizo as formas de pgto do ECF, e se meu cliente precisar de mais alguma, não é difícil de cadastrar no ECF

    2- Não vejo nenhum problema fiscal

    3- Normalmente sim, mas tem que se enquadrar nos requisitos que são especificados no roteiro. Tem um teste específico para isso lá.

    Abraços
    Fabio Schunig

     

    sexta-feira, 2 de julho de 2010 19:06