none
AX 4.0 Existe oferta de cursos ? RRS feed

  • Pergunta

  • Prezados senhores,

    Recentemente a SAP credenciou uma empresa em Belo Horizonte (http://www.flag.com.br/inst/indice.asp) para fornecer consultoria e serviços de desenvolvimento de aplicações/Add-ons para SAP Business One.

    E também em Belo Horizonte a empresa http://www.bhs.com.br/ está realizando cursos sobre SAP Business One.

    Dessa forma nos parece que a SAP está se "mexendo" e tentando criar seu espaço no mercado.

    Gostaria de saber se a Microsoft também está desenvolvendo esse tipo de iniciativa e também se existe oferta de cursos para desenvolvimento em AX 4.0 disponiveis no mercado brasileiro.

    Obrigado,
    Marcos Tito.

     

    terça-feira, 27 de fevereiro de 2007 02:52

Respostas

  • Fala Tito,

    Tudo bem? Fique a vontade para perguntar o que quiser, se estiver dentro dos meus conhecimentos e opiniões.

    Vamos as respostas:

     

    1) Nos EUA existe uma iniciativa chamada de "Industry Builder Initiative". É um trabalho da Microsoft junto aos parceiros com ênfase no desenvolvimento de verticais para o Dynamics AX. As verticais são desenvolvidas pelos parceiros e comercializadas no catálogo de produtos da Microsoft. O suporte é feito em conjunto entre parceiros e Microsoft.

    Entre algumas das verticais disponíveis estão: Indústria Automobilística, Construção, Óleo e gás, Professional services, etc..

    Veja a lista completa no seguinte endereço: http://www.microsoft.com/dynamics/ax/product/industrysolutions.mspx

    Acredito que o melhor seria entrar em contato com a equipe de MBS da Microsoft e discutir sobre as possibilidades deste produto/vertical. Eles poderão te orientar sobre a melhor estratégia para a comercialização do seu produto.

     

    2) Desconheço qualquer plano de criação de um industry builder local, porém vale a pena discutir com o time de MBS sobre as possibilidades. Dependendo do caso você pode homologar o seu desenvolvimento como um produto ISV entrando diretamente no catálogo da MS. Como ocorre com produtos desenvolvidos com tecnologia microsoft. Exemplo: .NET

     

    3) O Dynamics AX possui o seu código fonte aberto, qualquer parceiro pode desenvolver sobre o framework do Dynamics AX criando novos produtos e funcionalidades. Pelo que eu saiba, não existe qualquer restrição quanto a isto. O importante é que no seu desenvolvimento você utilize as melhores práticas de desenvolvimento unido dos recursos específicos do AX como configuration keys, security keys, layers, etc. Permitindo assim que se habilite e desabilite seus módulos e mesmo esteja em layer separado.

     

    Espero que tenha respondido suas questões. Precisando de mais detalhes é só postar.

     

    abraços

    Mauricio Aizawa

     

     

     

     

     

     

    quinta-feira, 3 de maio de 2007 02:41
  • Tito,

    Sobre a sua pergunta sobre as certificações.

    Você pode ir até um centro de treinamento oficial Microsoft e adquirir o voucher para o exame de certificação da linha MBS Dynamics. Custa em torno de US$ 80,00.

    Existem diversas provas que você pode realizar, desde as funcionais de AX como as técnicas.

     

    Veja a lista abaixo das provas disponíveis:

     

    MB6-502

    AX 4.0 Product Builder

    MB6-503

    AX 4.0 Installation & Configuration

    MB6-504

    AX 4.0 Project Series

    MB6-506

    AX 4.0 Questionnaire

    MB6-507

    AX 4.0 Financials

    MB6-508

    AX 4.0 Development Introduction

    MB6-509

    AX 4.0 Trade and Logistics

    MB6-510

    AX 4.0 Human Resource Management

     

    abraços

    Mauricio

     

    quinta-feira, 3 de maio de 2007 13:21

Todas as Respostas

  • Acho esse ainda é um problema ... não existe curso pra isso.

    Ou se existe ainda tá bem escondido.

    sábado, 28 de abril de 2007 00:08
  • Fala Tito,

    Tudo bem?

    O time de MBS está formulando uma academia para treinamento dos parceiros. Em breve teremos novidades sobre este assunto.

    Já existe disponível para os parceiros com pelo menos o Partner Foundation Plan contratado acesso a todos os e-courses da linha Dynamics. Existem tanto técnicos como funcionais para o Dynamics AX.

     

    abraços

    Mauricio Aizawa

    domingo, 29 de abril de 2007 17:29
  • Olá Mauricio, tudo bem.

     

    Obrigado pela atenção.

     

    Aproveito para lhe perguntar o seguinte:

     

    Supondo que uma pessoa já tenha estudado por conta própria e aprendido a desenvolver aplicações para AX 4.0 utilizando o AOT e X++, e embora ainda esteja longe de ser um especialista, se ache capaz de se sair bem em uma prova de certificação, como ela deveria proceder para realizar as provas ?

     

    Quais são as provas disponiveis ? Pré-requisitos ? Por onde começar ?

     

    Obrigado e um abraço,

    Marcos Tito.

     

    quarta-feira, 2 de maio de 2007 21:59
  • Caro Mauricio,

     

    Gostaria de aproveitar sua boa-vontade em responder nossas dúvidas nesse newsgroup e perguntar:

     

    Supondo que um grupo de desenvolvedores com know-how em um tipo de negócio tenha desenvolvido um módulo para o AX extremamente útil para o mercado e nào existente no produto standard para o Brasil, pergunto:

     

    1- Como esse grupo poderia comercializar esse produto ? Ou isso não seria possível ?

    2- Como colocar esse produto no mercado ?

    3- Caso existam pré-requisitos para que se possa desenvolver e comercializar módulos AX, seria possivel contorná-los caso esses módulos já estivessem prontos para comercialização ? Pergunto porque o mercado Brasileiro está carente de vários módulos importantes no AX, e uma vez que alguém já os desenvolveu, o que seria mais importante, aproveitá-los ou simplesmente jogá-los fora porque quem os fez não tinha "permissão" para isso ?

     

    Mais uma vez obrigado,

    Tito.

     

    quarta-feira, 2 de maio de 2007 22:11
  • Fala Tito,

    Tudo bem? Fique a vontade para perguntar o que quiser, se estiver dentro dos meus conhecimentos e opiniões.

    Vamos as respostas:

     

    1) Nos EUA existe uma iniciativa chamada de "Industry Builder Initiative". É um trabalho da Microsoft junto aos parceiros com ênfase no desenvolvimento de verticais para o Dynamics AX. As verticais são desenvolvidas pelos parceiros e comercializadas no catálogo de produtos da Microsoft. O suporte é feito em conjunto entre parceiros e Microsoft.

    Entre algumas das verticais disponíveis estão: Indústria Automobilística, Construção, Óleo e gás, Professional services, etc..

    Veja a lista completa no seguinte endereço: http://www.microsoft.com/dynamics/ax/product/industrysolutions.mspx

    Acredito que o melhor seria entrar em contato com a equipe de MBS da Microsoft e discutir sobre as possibilidades deste produto/vertical. Eles poderão te orientar sobre a melhor estratégia para a comercialização do seu produto.

     

    2) Desconheço qualquer plano de criação de um industry builder local, porém vale a pena discutir com o time de MBS sobre as possibilidades. Dependendo do caso você pode homologar o seu desenvolvimento como um produto ISV entrando diretamente no catálogo da MS. Como ocorre com produtos desenvolvidos com tecnologia microsoft. Exemplo: .NET

     

    3) O Dynamics AX possui o seu código fonte aberto, qualquer parceiro pode desenvolver sobre o framework do Dynamics AX criando novos produtos e funcionalidades. Pelo que eu saiba, não existe qualquer restrição quanto a isto. O importante é que no seu desenvolvimento você utilize as melhores práticas de desenvolvimento unido dos recursos específicos do AX como configuration keys, security keys, layers, etc. Permitindo assim que se habilite e desabilite seus módulos e mesmo esteja em layer separado.

     

    Espero que tenha respondido suas questões. Precisando de mais detalhes é só postar.

     

    abraços

    Mauricio Aizawa

     

     

     

     

     

     

    quinta-feira, 3 de maio de 2007 02:41
  • Tito,

    Sobre a sua pergunta sobre as certificações.

    Você pode ir até um centro de treinamento oficial Microsoft e adquirir o voucher para o exame de certificação da linha MBS Dynamics. Custa em torno de US$ 80,00.

    Existem diversas provas que você pode realizar, desde as funcionais de AX como as técnicas.

     

    Veja a lista abaixo das provas disponíveis:

     

    MB6-502

    AX 4.0 Product Builder

    MB6-503

    AX 4.0 Installation & Configuration

    MB6-504

    AX 4.0 Project Series

    MB6-506

    AX 4.0 Questionnaire

    MB6-507

    AX 4.0 Financials

    MB6-508

    AX 4.0 Development Introduction

    MB6-509

    AX 4.0 Trade and Logistics

    MB6-510

    AX 4.0 Human Resource Management

     

    abraços

    Mauricio

     

    quinta-feira, 3 de maio de 2007 13:21
  • Caro Mauricio,

     

    Tenho algumas d'vidas sobre o deploy das soluções AX que desenvolvemos:

     

    1- O código-fonte sempre vai junto ?

     

    2- Qual é a prática padrão adotada pelos parceiros MS para protegerem o código-fonte de suas aplicações ? Ou isso não se usa no mundo AX ?

     

    3- É possivel registrar a propriedade de uma solução e seu código fonte na própria Microsoft ?

     

    Obrigado.

    Um abraço,

    Marcos Tito.

    sexta-feira, 18 de maio de 2007 02:30
  • Fala Tito,

    Tudo bem?

     

    Seguem as respostas baseado no meu conhecimento.

    1) O código fonte sempre vai junto com a aplicação, porém o cliente escolhe no licenciamento se ele quer ter o acesso ao código fonte. Se ele não adquirir não poderá visualizar e nem modificar códigos. Porém o fonte está embutido, você pode compilar a aplicação a qualquer momento.

     

    2) Desconheço este tipo de prática. Pelo que eu entendo, para o AX não tem como proteger o código, já que tudo está disponível para a visualização no AOT. Permitir que não se visualize no código fonte acredito que não é possível, mas permitir que não se altere o seu código original é possível, já que os parceiros desenvolvem em uma layer específica, somente ele tem acesso a este layer. O cliente tem o seu layer específico além da usr.

     

    3) Sim. É possível você registrar o seu desenvolvimento como um produto ISV com o time da Microsoft. É claro que este passará por uma avaliação, porém é sim. Apresentando como produto ele ficará disponível no catálogo de soluções.

     

    Se descobrir alguma maneira de proteção me diga. Em .NET é um pouco mais complicado a visualização do código, porém não é impossível. :-)

     

    abraços

    Mauricio Aizawa

    sexta-feira, 18 de maio de 2007 13:08
  • Ola Tito,

     

    A nossa empresa Enhance Consultoria, parceira MBS, está lançando um treinamento aberto ao público com o objetivo de formar profissionais para o mercado (usuários e consultores). Se estiver interessado veja o link do assunto em www.enhance.com.br/academiaerp . Se precisar de maiores informações meu e-mail é framos@enhance.com.br

     

    Fernando

     

    segunda-feira, 15 de outubro de 2007 23:05
  •  

    Não existe maneira de proteger o codigo fonte, nos licenciamentos padrão advanced, que contem a cereja do bolo do Ax, que é o modulo de producao, o acesso ao codigo ja é aberto, porém não se pode alterar as classes.

     

    Normalmente, empresas que tenham desenvolvido verticais, ja são parceiras Microsoft e ISVs, quando se vende o módulo um contrato é assinado por ambas as partes.

     

    Os modulos são ativados por licença através dos licence codes (ligados principalmente aos configuration keys), que ativam ou não pedaços do sistema, somente codigos de licença gerados pela microsoft liberam o acesso ao modulo, isso não impede a copia, mas impede a atualização.

     

    Blog de AX em portugues:

    www.axaptabrasil.com.br

    http://eduardomiranda.net/blogs/dynamicsax/

    quinta-feira, 18 de outubro de 2007 03:00
  • Existe um produto (CODE PROTECTOR) da to-increase (www.to-increase.com), empresa de software do grupo ColumbusIT, que criptografa códigos-fonte em X++.

    Quem quiser informações, solicitem no meu email rcj@columbusit.com.br , pois estamos em vias de trazer todas as soluções da to-increase para o Brasil.

     

    Abx,

     

    segunda-feira, 28 de abril de 2008 23:37