none
O que acontece quando a ECF chega ao limite do COO? RRS feed

Respostas

  • Olá Paulo,

    Será mais provável a impressora esgotar antes o limite de reduções do que chegar ao número máximo de COO, pois uma impressora fiscal comum pode chegar à 5 anos de uso ou 1825 reduções, por exemplo, se a impressora for usada todos os dias do ano (5*365). Então, para que a impressora chegue até o COO 999999, teria que trabalhar todos os dias do ano e emitir 547 cupons por dia. Suponhamos que isso venha a acontecer, o COO não pode ser resetado, pois teríamos duplicidade de cupons na memória da impressora.

    Ats,
    André Munhoz

    Obrigado pela resposta, mas então se chegar o limite de redução Z, ou ao limite de COO, a ECF deve ser descartada? o que é feito com a ECF?

    Boa tarde!



    Pelo que eu sei, deve ser descartada, porém pode ser reaproveitado o mecanismo, mas não a MF da ECF. Não sei se na legislação tem alguma coisa que não permita a reutilização de mecanismo.

    Não vou citar a Empresa, mas uma certa vez eu tinha 10 ECFs que chegaram ao limite, e está Empresa pegou essas 10 ECFs que eu tinha, reaproveitaram o mecanismo e "fizeram" outra ECF com o nome desta Empresa. Ou seja, na época eu iria pagar, em ECFs novas X, com a "reindustrialização" paguei X/2.

    :)
    quinta-feira, 30 de julho de 2009 16:58
  • Opa... A serial foi alterada sim. Tudo que é da ECF antiga em relação a Memória não pode ser reutilizado. Eles só reaproveitaram o mecanismo: por exemplo, a cabeça de impressão, ...
    quinta-feira, 30 de julho de 2009 17:31

Todas as Respostas

  • Olá Paulo,

    Será mais provável a impressora esgotar antes o limite de reduções do que chegar ao número máximo de COO, pois uma impressora fiscal comum pode chegar à 5 anos de uso ou 1825 reduções, por exemplo, se a impressora for usada todos os dias do ano (5*365). Então, para que a impressora chegue até o COO 999999, teria que trabalhar todos os dias do ano e emitir 547 cupons por dia. Suponhamos que isso venha a acontecer, o COO não pode ser resetado, pois teríamos duplicidade de cupons na memória da impressora.

    Ats,
    André Munhoz
    quinta-feira, 30 de julho de 2009 13:39
  • Olá Paulo,

    Será mais provável a impressora esgotar antes o limite de reduções do que chegar ao número máximo de COO, pois uma impressora fiscal comum pode chegar à 5 anos de uso ou 1825 reduções, por exemplo, se a impressora for usada todos os dias do ano (5*365). Então, para que a impressora chegue até o COO 999999, teria que trabalhar todos os dias do ano e emitir 547 cupons por dia. Suponhamos que isso venha a acontecer, o COO não pode ser resetado, pois teríamos duplicidade de cupons na memória da impressora.

    Ats,
    André Munhoz

    Obrigado pela resposta, mas então se chegar o limite de redução Z, ou ao limite de COO, a ECF deve ser descartada? o que é feito com a ECF?

    quinta-feira, 30 de julho de 2009 16:47
  • Olá Paulo,

    Será mais provável a impressora esgotar antes o limite de reduções do que chegar ao número máximo de COO, pois uma impressora fiscal comum pode chegar à 5 anos de uso ou 1825 reduções, por exemplo, se a impressora for usada todos os dias do ano (5*365). Então, para que a impressora chegue até o COO 999999, teria que trabalhar todos os dias do ano e emitir 547 cupons por dia. Suponhamos que isso venha a acontecer, o COO não pode ser resetado, pois teríamos duplicidade de cupons na memória da impressora.

    Ats,
    André Munhoz

    Obrigado pela resposta, mas então se chegar o limite de redução Z, ou ao limite de COO, a ECF deve ser descartada? o que é feito com a ECF?

    Boa tarde!



    Pelo que eu sei, deve ser descartada, porém pode ser reaproveitado o mecanismo, mas não a MF da ECF. Não sei se na legislação tem alguma coisa que não permita a reutilização de mecanismo.

    Não vou citar a Empresa, mas uma certa vez eu tinha 10 ECFs que chegaram ao limite, e está Empresa pegou essas 10 ECFs que eu tinha, reaproveitaram o mecanismo e "fizeram" outra ECF com o nome desta Empresa. Ou seja, na época eu iria pagar, em ECFs novas X, com a "reindustrialização" paguei X/2.

    :)
    quinta-feira, 30 de julho de 2009 16:58
  • Olá Paulo,

    Será mais provável a impressora esgotar antes o limite de reduções do que chegar ao número máximo de COO, pois uma impressora fiscal comum pode chegar à 5 anos de uso ou 1825 reduções, por exemplo, se a impressora for usada todos os dias do ano (5*365). Então, para que a impressora chegue até o COO 999999, teria que trabalhar todos os dias do ano e emitir 547 cupons por dia. Suponhamos que isso venha a acontecer, o COO não pode ser resetado, pois teríamos duplicidade de cupons na memória da impressora.

    Ats,
    André Munhoz

    Obrigado pela resposta, mas então se chegar o limite de redução Z, ou ao limite de COO, a ECF deve ser descartada? o que é feito com a ECF?

    Boa tarde!



    Pelo que eu sei, deve ser descartada, porém pode ser reaproveitado o mecanismo, mas não a MF da ECF. Não sei se na legislação tem alguma coisa que não permita a reutilização de mecanismo.

    Não vou citar a Empresa, mas uma certa vez eu tinha 10 ECFs que chegaram ao limite, e está Empresa pegou essas 10 ECFs que eu tinha, reaproveitaram o mecanismo e "fizeram" outra ECF com o nome desta Empresa. Ou seja, na época eu iria pagar, em ECFs novas X, com a "reindustrialização" paguei X/2.

    :)

    Obrigado pela resposta, um curiosidade, nesta "reindustrialização" você reparou se o serial da ECF foi alterado? Pois uso o serial para validar a venda para garantir que não há troca da ECF na operação.
    quinta-feira, 30 de julho de 2009 17:11
  • Opa... A serial foi alterada sim. Tudo que é da ECF antiga em relação a Memória não pode ser reutilizado. Eles só reaproveitaram o mecanismo: por exemplo, a cabeça de impressão, ...
    quinta-feira, 30 de julho de 2009 17:31