none
Todo DAV virando venda ou não deve ser impresso na ECF?

    General discussion

  • Fiquei entendendo que todo DAV pode ser impresso na ECF ou numa impressora normal dentro das medidas de papel e dizeres obrigatórios, até aí tudo bem...

    Mas é certo que todo DAV, independente se originou venda ou não, deverá ser enviado ao ECF? Fiquei entendendo que para o DAV que virar venda imprime-se no rodapé do cupom os dados do mesmo, MAS e os DAV´s que não viraram venda? Deve-se enviá-los à ECF e imediatamente depois de enviado cancelar o mesmo?

    Um abraço do amigo Rezende

    Thursday, May 27, 2010 7:37 PM

All replies

  • Olá

    Mas é certo que todo DAV, independente se originou venda ou não, deverá ser enviado ao ECF?
    Todo DAV deve ser enviado para impressão, não necessariamente no ECF.
    Na verdade, um DAV só deve incrementar a numeração (e existir como DAV) ao ser impresso. Essa foi uma das observações da nossa homologadora.

    MAS e os DAV´s que não viraram venda? Deve-se enviá-los à ECF e imediatamente depois de enviado cancelar o mesmo?
    Não é necessário o cancelamento do DAV. No caso da pré-venda, é esse o procedimento, já que é uma pré-venda e já está garantida.
    No caso dos DAVs, imagine eles como um "orçamento". O cliente vai na loja e vai receber o DAV impresso. Ele pode querer terminar a venda, mas também pode desistir dela sem transtornos.
    No caso do DAV não virar venda, ele deve ficar registrado no seu PAF ECF, mas ficará apenas para histórico.

    Abraços
    Fabio Schunig

     

    Monday, May 31, 2010 2:26 PM
  • oi Fabio,

    Agora vc me gerou duas dúvidas aqui...

    A numeração sequencial da Pré-venda e DAV devem ser diferentes ?

    Eu não tinha percebido que na documentação realmente não diz que o DAV deve ser cancelado, apenas a pré-venda. Eu estava cancelando tudo. Então apenas a pré-venda deve fazer aquele procedimento antes da redução Z de emitir todos em aberto e cancelar logo em seguida. Os DAV, mesmo que não tenham gerado venda, podem ficar armazenados por tempo indeterminado. É isso mesmo ?

    Abraços.


    Se foi útil para você, então Marque para ajudar outras pessoas.
    Monday, May 31, 2010 7:39 PM
  • Olá

    A numeração sequencial da Pré-venda e DAV devem ser diferentes ?
    Sim, são coisas diferentes, e precisam de númeração separada.
    No caso de você trabalhar com DAV-OS, aí sim a numeração das DAV e DAV-OS deve ser a mesma e compartilhada.
    Na realidade, a numeração da PV é apenas uma numeração interna do teu sistema para controlar, já que as PV não são impressas.
    E a numeração das DAV deve ser gerada ao mandar a DAV para impressora. Isso é importante e nossa homologadora verificou isso. Não deve ser gerada uma numeração e guardada para imprimir depois, deve-se gerar a numeração na hora da impressão.


    Então apenas a pré-venda deve fazer aquele procedimento antes da redução Z de emitir todos em aberto e cancelar logo em seguida. Os DAV, mesmo que não tenham gerado venda, podem ficar armazenados por tempo indeterminado. É isso mesmo ?

    Sim, apenas as pré-vendas terão cancelamentos.
    No procedimento de mesclagem, é o mesmo caso. As pré-vendas devem ser emitidas em cupom e canceladas, e os DAVs apenas mesclam sem cancelar cupom.

     

    Abraços
    Fabio Schunig

     

    Tuesday, June 01, 2010 5:35 PM
  • Obrigado Fábio e José Roberto por participarem da questão em discussão...

    Fábio ainda ficou uma dúvida minha quando você disse: "E a numeração das DAV deve ser gerada ao mandar a DAV para impressora. Isso é importante e nossa homologadora verificou isso. Não deve ser gerada uma numeração e guardada para imprimir depois, deve-se gerar a numeração na hora da impressão."

    Eu uso para número dos meus orçamentos(que serão DAV´s agora) um número colocado ao ser salvo como sequencial da Base de dados SQL.

    Como vc faz o controle dessa numeração só no momento da impressão?

    Outra coisa, uma vez que cada estação PAF-ECF terá sua base de dados gravadas localmente somente depois será enviada para o Concentrador(Servidor que conterá todos os dados vendas dos paf-ecf bem como entradas etc), então imaginando um cenário com 5 terminais de PAF-ECF todos com seus DAV´s sendo iniciados na sequencia 1, dessa forma terão números repetidos de DAV´s no histórico dos mesmos no Concentrador que será o local onde terão todos os DAV´s vindos dos PAF-ECF? É assim mesmo?

    Obrigado pela atenção de todos e principalmente ao Fábio pelos esclarecimentos...

    Monday, June 07, 2010 12:34 PM
  • Como vc faz o controle dessa numeração só no momento da impressão?
    Então, nosso sistema fazia algo parecido. Nós tínhamos um número de DAV, gerado por sequenciador do banco de dados. E o usuário criava o DAV e lançava os produtos (como um orçamento), e no final mandava imprimir. E o número de DAV impresso era esse sequenciador do banco.
    Nossa homologadora nos disse que esse procedimento estava errado, porque não ficava sequencial.
    Ou seja, o usuário podia criar o DAV 1 e lançar os produtos, então criava o DAV 2, o DAV 3, etc; Aí imprimir o DAV3, depois o DAV1, DAV2, e por aí vai.
    Essa foi uma das coisas que tivemos que arrumar na hora, e que nos tirou mais tempo. A solução que fizemos foi manter o número interno, mas criar um novo campo. Aí o usuário pode lançar os DAVs a vontade, mas quando ele mandar imprimir, gera essa nova numeração, que vai ser sequencial como manda o requisito.
    Espero ter me explicado melhor agora. Não sei se o teu caso é esse, mas como nos tomou muito tempo na homologação, já fica aí o aviso. ;)

    então imaginando um cenário com 5 terminais de PAF-ECF todos com seus DAV´s sendo iniciados na sequencia 1, dessa forma terão números repetidos de DAV´s no histórico dos mesmos no Concentrador que será o local onde terão todos os DAV´s vindos dos PAF-ECF? É assim mesmo?
    Não. A numeração dos DAV e pré-vendas deve ser única no estabelecimento. No requisito VI, item 02, diz o seguinte:

    "b) o número de identificação do DAV, devendo ser adotado sistema de numeração seqüencial única com controle centralizado por estabelecimento (...)"

    No roteiro todo, diz que o PAF ECF deve funcionar sem rede, mas apenas para emitir cupom. Os DAV e pré-venda podem depender da rede, pois o controle de numeração deve ser um só.


    Abraços
    Fabio Schunig

     

    Tuesday, June 08, 2010 5:21 PM
  • Fábio muito bom seus conselhos...

    Confesso que já tinha lido o requisito citado por você e não tinha me atentado quanto ao número único por estabelecimento, uma vez que eu estava pensando na possibilidade de se fazer DAV independente de REDE então se isso pudesse acontecer realmente a sequencia não teria como ficar única por estabelecimento...

    Se existir no manual gostaria de mais esse help seu, PORQUE eu Não achei também explicito nos requisistos de que a impressão de DAV pode ser desabilitada ou não disponibilizada quando não tiver rede ativa, uma vez que sem rede ativa não tem como eu manter essa integridade no número sequencial como vc muito bem me explicou...

    Desculpe a ignorância, e obrigado demais pelas suas dicas....

    Tuesday, June 08, 2010 8:04 PM
  • Olá

    No final do roteiro de homologação, existe um FAQ com várias perguntas e respostas.
    Dê uma olhada nas perguntas 2, 10 e principalmente na 48, que é exatamente o caso que discutimos. :)

    Abraços
    Fabio Schunig

     

    Wednesday, June 09, 2010 8:23 PM